quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Bolo de Chocolate e Courgette




Quem diz que o chocolate não combina com courgette? Pois, neste bolo, asseguro-vos que faz todo o sentido. Para além de tornar o bolo mais saudável, dá-lhe uma textura mais húmida que torna o bolo ainda mais delicioso. O sabor? Não de sente o sabor da corgette, por isso, se os vossos filhos não forem fãs de legumes, é possível escondê-los num bolo de chocolate!

A dupla chocolate/cenoura ou chocolate/beterraba é bem conhecida, por isso desafio-vos a experimentarem este duo de chocolate/courgette. Não se vão arrepender!



quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Cheesecake de Caramelo salgado




Caramelo salgado. Haverá coisa mais gulosa e deliciosa? Sim... um cheesecake de caramelo salgado! Irresistível e indecentememte pecaminoso de tão saboroso que é, esta sobremesa é rápida e fácil de fazer e agrada a adultos e crianças.




Adaptado de  From the Kitchen


Ingredientes:

(caramelo salgado)
3/4 de chávena de açúcar (1 cháv = 240 ml)
1/4 de chávena de água
200 ml de natas
1 c. de chá de flor de sal Marnoto by Necton

(recheio)
200 g de queijo-creme Arla
1/3 de chávena de caramelo salgado
200 ml de natas

(pipocas de caramelo)
pipocas q.b.
caramelo salgado q.b.

Preparação:

Para fazer o caramelo, colocar o açúcar correspondente num pequeno tacho juntamente com a água. 
Levar ao lume e mexer para misturar.
Deixar que o açúcar caramelize e entretanto aqueça 200 ml de natas sem levar à fervura.
Quando o caramelo ficar com uma cor dourada, retirar do lume e adicionar as natas pouco a pouco, misturando tudo energicamente ( cuidado que a mistura vai borbulhar).
Juntar flor de sal e misturar.
Deixar arrefecer e reservar.
Para o cheesecake, misturar o queijo creme com cerca de 80 ml do caramelo (poderá colocar mais se desejar).
Bater as natas até ficarem firmes e incorporar na mistura do queijo.
Dividir pelos copos e levar ao frio, algumas horas.
Numa tigela, misturar as pipocas xom um pouco de caramelo.
Forrar um tabuleiro de ir ao forno com papel vegetal e espalhar ai as pipocas.
Levar ao forno a 150°C durante cerca de 10 minutos para que as pipocas fiquem caramelizadas.
Na altura de servir, cobrir os cheesecakes com o caramelo e decorar com as pipocas.






quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Queques de Cenoura e Tâmaras com cobertura de mel e canela




As férias já lá vão e por isso há que aproveitar bem todos os fins de semana de sol e calor para repôr os niveis de energia para a semana de trabalho seguinte. Assim sendo, o tempo para cozinhar encolhe e quando o faço,  opto por receitas práticas e rápidas de fazer.

Estes queques, com baixo teor de açúcar e gordura, são rápidos de fazer e perfeitos para levar para a praia ou trabalho... enfim, perfeitos para qualquer altura. A combinação da cenoura e das tâmaras funciona e o resultado é um bolinho de textura fofa e sabor delicioso. A canela e a noz moscada dão um toque especial, tornando estes bolinhos ainda mais saborosos. 





Adaptado do site de Donna Hay


Ingredientes:

250 g de tâmaras sem caroço
125 ml de água a ferver
380 g de farinha de trigo com fermento
80 g de açúcar amarelo
1 c. de chá de canela em pó
1 c. de café mal cheia de noz-moscada 
2 ovos caseiros L
1 c. de chá de extracto de baunilha
125 ml de leite meio gordo
90 ml de azeite extra-virgem
250 g de cenoura ralada
mel e canela q.b. para a cobertura

Preparação:

Untar e polvilhar de farinha, as formas de queques ou um tabuleiro de queques.
Cortar as tâmaras em pequenos cubos e colocar numa tigela.
Encher a tigela com a água a ferver e deixar que todo o líquido seja absorvido. Reservar.
Num recipiente grande,misturar a farinha, o açúcar e as especiarias.
Juntar, os ovos (ligeiramente batidos), a baunilha, o leite, o azeite, a cenoura e as tâmaras.
Misturar com uma colher de pau.
Dividir a massa pelas formas de queques e levar ao forno a 180 ºC durante 20 minutos.
Deixar arrefecer alguns minutos nas formas, antes de desenformar.
Desenformar e colocar os queques sobre uma grelha de arrefecimento.
Aquecer um pouco de mel e juntar um pouco de canela.
Pincelar os queques com esta cobertura.











sábado, 23 de julho de 2016

Cheesecake de Cerejas em molho balsâmico



Sou adepta de sobremesas com fruta e para mim, não há estação mais deliciosa que o verão. Pêssegos, nectarinas, ameixas, melão, melancia... e as cerejas. As cerejas são a minha perdição! E fazem sobremesas irresistíveis!

Tempo quente pede sobremesas frescas e leves, pelo que estes cheesecakes individuais são perfeitos para estes dias de verão, sempre que a gula ataca. 

Rápidos de fazer, descomplicados e gulosos, assim são estes mini cheesecakes. 


quinta-feira, 7 de julho de 2016

Black Forest Gâteau






O meu filho mais velho fez 10 anos... Uma década! 

Lembro-me tão bem do dia em que o R. nasceu... do turbilhão de sentimentos, das dúvidas que me assolaram, das incertezas e receios que tive. Medo de não saber ser uma boa mãe, de não saber cuidar de um bebé... Certezas tinha poucas e uma delas era saber que ia amar este filho de modo incondicional e para todo o sempre... e que daria o meu melhor! A verdade é que a minha vida mudou. Mudou para melhor... muito melhor. Obrigada, R. por tornares a minha vida mais sorridente e mais completa. 

Para celebrar esta data especial, fiz este bolo Black Forest (sem álcool, por causa dos meninos, claro!). Uma delícia que sugiro que experimentem, especialmente se forem fãs de chocolate como eu...

Aproveito para participar no Desafio Sweet World, lançado pela querida Susana do Blog Basta Cheio e pela Lia do Lemon & Vanilla, neste que é o dia Mundial do Chocolate! Nada mais apropriado!




sexta-feira, 17 de junho de 2016

Cheesecake saudável com morangos e amoras





Adoro cheesecakes! Talvez prefira os que vão ao forno... por serem ainda mais gulosos. No entanto, quando chega o tempo quente, chega também a vontade de comer sobremesas mais ligeiras e este cheesecake, que não vai ao forno, é deveras delicioso e leve. Rápido de fazer, um pouco diferente do tradicional e sem glúten!

Morangos, framboesas, mirtilos, amoras ou se preferirem pêssegos, manga ou outra fruta fresca da época que mais gostem. A cobertura é versátil e o resultado será sempre um cheesecake fresco e apetitoso. Alguém consegue resistir a uma tarte coberta de fruta fresca?

 A base dos cheesecakes é tradicionalmente feita com bolacha, mas nesta receita optei pelos frutos secos (amêndoa e avelã) e o resultado não podia ser melhor. Sem dúvida, uma receita a repetir.





Inspirado em http://www.forkknifeswoon.com/


Preparação:

(base)
1 e 1/2 chávenas de amêndoas peladas
1/2 chávenas de avelãs
50 g de margarina vegetal
2 c. de sopa de açúcar amarelo
2 c. de sopa de cacau magro em pó

(recheio)
300 g de queijo creme magro tipo Philadelphia
200 ml de natas magras para bater
1 c. de chá de extracto de baunilha Vahiné
mel a gosto (usei o Raw Honey da Samelas)
opcional - 4 folhas de gelatina (se gostar de um cheesecake mais firme apesar de eu não ter usado)

(cobertura)
amoras e morangos frescos q. b. (ou outra fruta que goste)


Preparação:

Forrar a base de uma tarteira circular de fundo amovível com papel vegetal.
Num robot de cozinha (ou outro utensílio de cozinha para o efeito), triturar a amêndoa e a avelã.
Juntar o açúcar e o cacau e misturar.
Incorporar a margarina derretida até a mistura ficar moldável.
Com a ajuda dos dedos, forrar a tarteira com esta mistura. Será a base do nosso cheesecake.
Levar ao frio e reservar.
Numa tigela, bater as natas frias até ficarem cremosas.
Misturar as natas batidas no queijo creme até obter um creme homogéneo.
Juntar o extracto de baunilha e adoçar com mel. Misturar tudo.
Retirar a tarteira do frio e rechear com a mistura de queijo-creme.
Levar ao frio (pode ser preparado de véspera) até a altura de servir.
Antes de servir, cobrir com os morangos e amoras.





 










quarta-feira, 1 de junho de 2016

Bolo integral de Maçã e Amêndoa





Quem diz que um bolo, feito apenas com farinha integral, não pode ser delicioso? Desengane-se quem nunca experimentou, ou por receio ou por desconhecimento, mas a farinha integral dá um toque ainda mais interessante aos bolos. 

Na verdade, existem muitas opções mais saudáveis que podemos experimentar quando confeccionamos um bolo. Contudo, tenho pena que muitas dessas opções, sem dúvida mais saudáveis, sejam na sua maioria bem mais caras. Xarope de Agave, farinha de trigo integral, óleo de coco, farinha de espelta, açúcar de coco... são ingredientes que por vezes não são fáceis de encontrar e os preços não costumam ser muito convidativos. Mas se a carteira permitir, vale a pena experimentar e conhecer alguns ingredientes mais saudáveis e menos calóricos e incluí-los nas nossas receitas.

Hoje começa um mês que adoro. Não fosse o mês em que começa o ansiado Verão. Sol, calor, praia, as festas populares, as sardinhadas, as sandálias, as noites quentes, mais praia ... tudo coisas que me fazem bem! Para comemorar este dia, e até porque hoje se comemora o Dia Mundial da Criança, trago uma receita de um bolo de maçã que os meus filhos adoraram!



segunda-feira, 23 de maio de 2016

Tarte de Framboesas e Mirtilos (Lattice Pie)




E eis que chega mais um aniversário. Desta vez, o meu. Oh god, estou a ficar cota!

Confesso que já gostei mais de fazer anos e apesar de, obviamente, ser bom sinal poder  festejá-los, lembra-me sobretudo que o tempo é volátil e que temos que saber aproveitá-lo bem. Pois é... e assim de repente, passou-se mais uma ano!

Trago hoje, não um bolo de aniversário (não, hoje não vou para a cozinha fazer bolos), mas uma deliciosa Tarte de framboesa que tem tudo para agradar. A massa estaladiça,  o recheio delicado de fruta, a bonita cobertura de massa entrelaçada. Atenção, não se deixem intimidar pela treliça. Há imensos tutoriais na net que descomplicam o que parece complicado! Acho estas tartes encantadoras! E vocês? 

Falta referir que esta tarte encontra-se em destaque na revista Segredos de Cozinha do mês de Maio. 



quinta-feira, 12 de maio de 2016

Muffins de Limão com crumble





É engraçado com o nosso estado de espírito influencia tudo o que fazemos. No meu caso, cozinhar de mau humor, produz resultados desastrosos!
Aconteceu com esta receita, na primeira vez que a testei. Correu tremendamente mal e acabou tudo no caixote do lixo e comigo a barafustar e a perguntar-me "o que é que eu fiz de errado?!".

Resolvi voltar a fazer esta receita, porque a ideia de fazer uns queques de limão com uma cobertura de crumble crocante, parecia-me muito bem e perfeita para um dia horrível de chuva. Em boa hora os fiz, pois ficaram deliciosos e desapareceram num instante! 

Porque é que a receita resultou desta vez? Acredito que o estado de espírito tenha influenciado o resultado, ainda que tenha feito uma ou outra alteração à receita original... Portanto, lição aprendida. Cozinhar de mau humor dá mau resultado.



segunda-feira, 25 de abril de 2016

Challah Bread




Gosto muito de pão. Seja ele doce ou não. Acho que é das melhores invenções do Homem. Bendita a alminha de quem se lembrou de cozinhar uma mistura de farinha e água . Um dos alimentos mais simples que temos e no entanto um bem essencial para qualquer cultura. E há pães que fazem sorrir. Este é um deles.

O pão encontra-se muitas vezes relacionado com rituais religioso e este não é excepção. Este é um pão de origem judaica, consumido no Sabbath (dia de descanso semanal). Pode ser entrançado com 3 a 6 pontas e visualmente é um pão muito bonito. Levemente adocicado e muitas vezes coberto com sementes, é perfeito para consumir a um pequeno-almoço ou lanche...

Não se deixem intimidar pela forma. A net está cheia de vídeos e imagens que mostram, passo-a-passo como entrançar este pão. Não é difícil e mesmo que se enganem nalgum passo, o pão fica bonito e delicioso na mesma! Experimentem!